Q&A: Quais os riscos da Inteligência Artificial para a profissão de Administrador de Empresas?

Sou administrador e percebo várias análises sobre o impacto de robôs em minha profissão e gostaria de saber de vocês quais são os riscos reais. – Leandro Gabriel

Olá Leandro Gabriel, em tese, todas as profissões estão de alguma forma ameaçadas pelos robôs, tanto físicos como lógicos, principalmente os com capacidades cognitivas similares aos das pessoas.

A área de Administração de Empresas é impactada diretamente pela automação inteligente de processos (IPA) e sistemas de robôs que automatizam tarefas, como as soluções de Robotic Process Automation (RPA).
Entretanto, é importante perceber que a Inteligência Artificial é, pelo menos ainda, extremamente focada em atividades ou conhecimentos específicos, ou seja, ela não é uma inteligência no nível humano, genérica e forte em termos de visão e processamento cognitivo.

É justamente esse ponto fraco da AI que abre as portas para os administradores exercerem os aspectos mais humanos e com habilidades genéricas, como por exemplo, a própria inovação e criação de estratégias.
Da mesma forma, recomendo fugir de toda e qualquer atividade repetitiva, por motivos óbvios.